Nova Era do Valo Velho

Escudo do Nova Era do Valo Velho

Escudo do Nova Era do Valo Velho

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA NOVA ERA DO VALO VELHO

Fundação: 21 de setembro de 1993
Uniforme: Camisa azul com detalhes em branco e azul celeste, calção azul com detalhes em branco e meiões azuis.

História

A Associação Atlética Nova Era é um time de várzea fundado em 21 de setembro de 1993 e que fica localizado no bairro Valo Velho, mais precisamente no Parque Rondon, na Zona Sul de São Paulo. A região faz parte do Capão Redondo, onde na década de 70 o futebol era uma das únicas diversões da região. Nova Era foi um nome inspirado na música Novo Aeon, do Raul Seixas, a gosto de um dos fundadores do time, André Luiz Miranda.

Tudo começou com o nascimento do Esporte Clube Canarinho, que tinha como fundadores Miranda, Élson, Jobi, Angelino, Zizinho e Sr. Dico (em memória), Zé Dias (em memória) e Zé Haroldo. A equipe não durou muitos anos até surgir uma nova equipe, o Esporte Clube Primavera, formado por filhos e sobrinhos do antigo Canarinho.

O E.C Primavera também acabou. “Eu comecei a jogar com 12 anos e sempre que atuava em um time, ele acabava. Aí resolvi montar o meu time, o Novo Aeon”, contou um dos fundadores do time e atual treinador André Luiz Miranda ao VárzeaPédia. Na época, ele tinha apenas 16 anos de idade, inclusive, a data de fundação é o mesmo dia de aniversário de André. “Não foi coincidência, foi de propósito”, brincou.

Homenagem a Raul Seixas e mudança de nome

O nome da equipe veio de uma música do Raul Seixas (Novo Aeon). Os fundadores, no início, escolheram as cores verdes e brancas. Segundo André, muitas pessoas perguntavam o motivo de um nome tão incomum na várzea e, cansado de ter que explicar, resolveu alterar o nome do time alguns anos depois.

Nova Era é o significado de Novo Aeon e, assim que o time ganhou o nome que ficaria até hoje, mudou também para as cores azul e branco. “Azul representa o manto de Nossa Senhora de Aparecida e o branco a paz”, explicou André.

Tudo em família

André explica que jogava pelo time junto com seus irmãos. Todos começam com a letra “A”. “Anderson, volante; Adilson, lateral-esquerdo; e Augusto, goleiro. Quando eu quebrei o fêmur, o Anderson assumiu a lateral-direita”, lembra.

Atualmente, André é diretor e técnico. Seu pai, Senhor Miranda, é o presidente do time, e tem mais. “Minhas irmãs Andreia e Rita são diretoras. Hoje meu filho André Luiz Miranda Junior, com 17 anos, está jogando no time”, disse. O clube ainda é composto pelos diretores Fernando Ruiz e Fabiano Sergio.

Reuniões no Instituto

O Nova Era nasceu em um bar, mas atualmente o time se reúne nas dependências de um outro local, o Instituto Padre Josimo Tavares, que fica na rua Juliano Aguirre, 34, do qual o Senhor Miranda é atual conselheiro.

Principais conquistas

Um dos principais títulos do Nova Era do Valo Velho é o campeonato da Primeira Divisão do Amador de Itapecerica da Serra, cidade vizinha ao bairro de São Paulo. O time venceu ainda a Segunda Divisão da mesma cidade, a Copa dos Campeões e duas vezes a Copa Marilu, uma competição local no Capão Redondo.

Esqueceram o uniforme no terminal de ônibus

No começo da história do Nova Era, quando todos ainda iam aos jogos de ônibus, a equipe foi jogar no bairro do Bom Retiro, região central de São Paulo. Depois da partida, quando estava voltando para a Zona Sul, André conta que esqueceu o jogo de camisa na Praça das Bandeiras, no Terminal de ônibus, um dos mais movimentados da cidade. “Chegamos na sede do time, um olhava para o outro e perguntava ‘cadê o jogo de camisa’. E eu tive que voltar lá. Por incrível que pareça, o jogo de camisas estava no mesmo lugar. Ninguém acreditou”, contou um dos causos do Nova Era.

Blog: http://novaerafutebolamador.futblog.com.br/
Facebook do Nova Era do Valo Velho

Deixe seu comentário
LEIA TAMBÉM